Coisas que você pode fazer por sua saúde mental em 2017


1. Quando algum problema te afligir, questione se isso vai importar daqui um ano.

Caso a resposta seja positiva, pense de forma prática em como isso pode ser resolvido. Não vai fazer diferença? Então não vale a pena sofrer tanto.


2. Tire um minutinho no dia-a-dia para respirar.

Parece simples e você já faz isso o tempo todo, claro, mas se dê tempo e lembre de respirar. Antes de sair correndo para o dia ao acordar. Entre as várias funções do dia a dia. Quando a rotina parece estar ficando difícil. Pare e respire fundo.


3. Desglamourize a procrastinação.

Quando você vai deixando para depois, parece que as coisas vão tomando uma proporção muito maior, inclusive na sua cabeça. Procrastinar só vai te deixar mais ansioso.


4. Pense se você está tendo uma relação saudável com as redes sociais.

Sabe quando você sente que precisa de mais horas no dia para fazer tudo, mas daí passa duas horas olhando o celular? Ou aquela ansiedade que dá para checar se aparece notificação? Ou aquela pessoa que sempre que posta alguma coisa te deixa levemente irritado? Talvez você não esteja tendo a melhor das relações com as redes sociais. Seja ficar menos online ou não, pense em como fazer a experiência ser mais positiva.


5. Lembre que pequenas coisas como arrumar a cama e lavar a louça podem te ajudar a sentir um maior controle da sua vida.

São coisas simples, sim, mas são realizações suas e que te ajudam a sentir a vida mais em ordem, mesmo quando parece que tudo sai do seu controle.


6. Liste as coisas que você consegue fazer no dia > liste tudo o que você ainda precisa fazer.

Tente criar uma lista com as coisas que você consegue fazer no dia e não ficar apenas na lista de coisas “a fazer”. É uma forma bem simples de tirar um pouco do peso dos seus ombros. E outra: caso você não consiga riscar da lista algum afazer no dia, ele vai estar ali, anotado, pronto para ser feito amanhã e não vai ser esquecido.


7. Dê mais valor às suas conquistas e decisões.

É fácil cair na armadilha de ser muito crítico com você mesmo, de se questionar, de não conseguir reconhecer suas qualidades e seus feitos. E sabe, isso não é uma questão de modéstia nem de humildade. Você precisa reconhecer sua capacidade.


8. Descubra um hobbie que te ajude a relaxar a mente.

Para algumas pessoas, pode ser um hobbie que também relaxe o corpo, como correr, fazer pilates ou nadar. Para outras, pode ser algo que mexa mais com o intelecto, como ler, desenhar, bordar. O importante é achar aquilo que faça você se desligar das outras questões da sua vida e que te dê prazer.


9. Quando você não souber como agir, pense no que deixaria sua mãe orgulhosa.

Pode ser sua mãe, seu amor, seu melhor amigo. Na dúvida, pense no que você mais se sentiria bem em contar para esta pessoa especial.


10. Se permita sentir-se mal.

Não reprima o que você está sentindo. Ninguém deve se sentir mal o tempo inteiro e, neste caso, procure ajuda. Mas se alguma coisa te tirar do eixo e você ficar triste ou se sentir uma merda, não sufoque isso.


11. Admita quando alguma coisa não está funcionando na sua vida.

Pensou direto em alguma questão específica? Bom, então você provavelmente já sabe que precisa lidar com isso, seja tentando resolver e melhorar ou entendendo que é hora de partir para outra.


12. Aceite que não dá para agradar todo mundo.

Você não precisa ser um escroto com os outros, mas vai ser impossível ser e fazer exatamente o que cada pessoa espera de você e isso não pode ser um problema na sua vida.


13. Não se cobre tanto.

Responda rápido: você tem o mesmo nível de exigência com si mesmo que tem com outras pessoas? Isso é justo?


14. Pare de se comparar tanto com os outros, principalmente nas redes sociais.

Isso não é nem um pouco saudável e muito menos justo com os envolvidos.


15. Lembre que cada pessoa lida de forma diferente com as coisas.

Assim você não fica tão frustrado quando alguém não reage da forma esperada – e a melhor forma de entender o que realmente se passa com os outros é conversar.


16. Olhe mais para o mundo ao seu redor.

É um jeito fácil de ter mais perspectiva sobre as coisas.


17. Ouça você mesmo e fale mais o que você está sentindo.

É muito importante entender a si mesmo e sacar como você está. E não precisa ser necessariamente uma atividade solitária. Conversando com alguém que você gosta, você pode não só enxergar melhor o que está rolando com você, como pode ouvir opiniões importantes a respeito.


18. Dê atenção para a sua saúde física e mental.

Seja nos joelhos, no coração ou na mente: você não pode conviver com dorezinhas desnecessárias.


19. Seja seu melhor amigo.

Ouça, converse, acolha, cuide, dê chances, ajude e curta a companhia da pessoa que mais merece sua atenção nesta vida: você mesmo.


Para colocar tudo isso em prática, faça terapia!






Posts Recentes
Arquivo