Psicoterapia ajuda pacientes que passam por tratamentos de saúde


O câncer ainda é uma doença que assusta muitas pessoas. Apesar da grande evolução na medicina acerca dos tratamentos nas últimas décadas, há pessoas que não gostam nem de citar o nome dessa doença. Os números ainda impressionam. Segundo dados do INCA, o Instituto Nacional do Câncer, estão previstos mais de 489 mil casos de diferentes neoplasias no Brasil entre 2010 e 2011, sendo mais de 50% deles apenas em mulheres.


Um dos principais motivos que faz do câncer algo assustador é o fato de que seu tratamento é extremamente intenso, gerando risco-benefício ao paciente, e, sobretudo, exigindo dele uma longa dedicação. Doenças assim demandam não apenas uma resistência física da pessoa, mas também psicológica, pois ela precisa suportar a convivência com procedimentos médicos durante muito tempo.


Papel da psicanálise/psicoterapia

Na maioria das vezes, é situação é difícil de ser enfrentada, e a psicanálise (ou outra forma de psicoterapia) é uma boa alternativa para aliviar a tensão e ajudar na recuperação, pois, já é comprovado pela ciência que o pensamento positivo é capaz de colaborar na cura. É nesse sentido que a psicanálise ajuda a saúde psíquica, mantendo o indivíduo sempre otimista para transpor os obstáculos.


Assim, uma mente bem orientada e sã pode "operar milagres", fazendo com que os efeitos colaterais do tratamento sejam minimizados e que a recuperação aconteça de forma muito mais breve. A cada sessão de psicanálise, o paciente pode expor seus conflitos e seus medos, e aprender a enfrentá-los, reduzindo assim as suas consequências.


Outra forma de combater o mal de forma eficaz é focar suas energias na recuperação e não na lamentação. Dessa maneira, os benefícios serão facilmente perceptíveis, tanto por quem está sendo submetido ao tratamento, como pelos familiares, que acompanham de perto essa nova rotina.


Fonte: Minha Vida.



Posts Recentes
Arquivo